sábado, 27 de dezembro de 2014

O CHAMADO - Prof. Pádua


"Pois os olhos do Senhor estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração" (2 Crônicas 16:9).

Pense em todas aquelas pessoas comuns que Deus usou para transformar completamente este mundo.

Pense naquele menino pastor, Davi, que Deus ergueu para ser o maior rei da história de Israel. Deus usou aquele homem assustado, Gideão, para liderar um grande exército, e ele acabou por se tornar um homem de coragem e bravura.

Uma menina simples judia chamada Ester salvou seu povo da destruição, porque ela seguiu o caminho certo. Deus usou Débora para liderar os exércitos de Israel para a batalha, quando todos estavam com medo.

Deus chamou dois pescadores comuns, Pedro e João, para pregar Sua Palavra com ousadia.

Deus pode usar pessoas comuns como você e eu.
Como dizem as Escrituras: "Pois os olhos do Senhor estão atentos sobre toda a terra para fortalecer aqueles que lhe dedicam totalmente o coração" (2 Crônicas 16:9).

Deus olha claramente para as pessoas comuns para transformar este mundo profundamente. Existe um lugar e um chamado para cada um de nós. Todos temos algo a fazer para o Senhor.

Deus pode fazer muito com pouco. Minha vida é uma prova disso! Assim como Deus me mudou, Ele pode mudar você também. Se você estiver com Jesus, Deus pode usá-lo de muitas formas diferentes.

Nos abençoe!
a) Siga-nos no blog - http://professorpadua.blogspot.com.br/
b) Curta a nossa página - https://www.facebook.com/pages/Professor-Pádua/163391750483474
c) Nos ADD - https://www.facebook.com/professorpadua.ipb

A LEI MORAL - Professor Pádua


“Então, falou Deus todas estas palavras: Eu sou o SENHOR, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão”.(Êxodo 20.1-2).

Obedecer à lei perfeitamente, no sentido jurídico, ninguém pode, ninguém é capaz. O pecado cortou a nossa capacidade de obediência perfeita aos mandamentos de Deus. O pecado despedaçou a nossa justiça original, onde a nossa capacidade repousava. Porém, em um verdadeiro sentido, por causa do evangelho, podemos obedecer à lei moral, como prova da nossa aceitação por parte do Senhor.

Infelizmente, a Lei de Deus tem sido totalmente rejeitada em nossa sociedade atual, e o triste disso tudo é o fato de que tem sido rejeitada pela igreja atual também. A Influência dispensacionalista em nossos dias é muito grande. Muitos reformados dizem que não são dispensacionalistas, mas todas as vezes que negligenciamos os mandamentos de Deus, por menor que nos pareça, ou mesmo, diminuímos o valor de qualquer destes mandamentos da Lei de Deus, já nos tornamos dispensacionalistas práticos.

Mas, os reformados precisam entender que, se Deus falou todas estas palavras, então, devemos amá-las. Devemos ter o mesmo sentimento que houve no salmista Davi: “Quanto amo a tua lei! É a minha meditação todo o dia!” (Salmo 119.97); “Considera em quanto amo os teus preceitos...” (Salmo 119.159). Irmãos, a lei moral é a cópia da vontade de Deus. Ela é o nosso diretório espiritual, que nos mostra o que fazer para que os pecados sejam evitados, e quais deveres devem ser cumpridos. Os Dez Mandamentos são como uma corrente de pérolas para nos adornar; eles são o nosso tesouro para nos enriquecer, pois eles são mais preciosos que as especiarias da terra e as rochas de diamantes. Davi expressou essa verdade: “Para mim vale mais a lei que procede de tua boca do que milhares de ouro ou de prata”(Salmo 119.72).

Nos abençoe!
a) Siga-nos no blog - http://professorpadua.blogspot.com.br/
b) Curta a nossa página - https://www.facebook.com/pages/Professor-Pádua/163391750483474
c) Nos ADD - https://www.facebook.com/professorpadua.ipb

DESANIMADOS - Professor Pádua


Os desanimados são cansados que, por razões diferentes, tendem a se curvar sob o peso ameaçador da desesperança.

Ele está desanimado porque as energias gastas estavam acima das reservas.
Ela está desanimada porque as frustrações foram se acumulando, tentativas após tentativas.
Este está desanimado porque há um déficit crônico de saúde emocional e qualquer esforço lhe drena as forças para o ralo do nada.
Esta está desanimada porque o tempo de espera para que suas orações sejam respondidas por Deus já se esgotou.

Os desanimados precisam respirar e guardar energia porque a vida pode enviar telegramas convocando para novas lutas. E o carteiro pode chegar a qualquer momento.
Os desanimados podem gritar, com todas as suas forças: "Senhor, estou cansado". Ele ouve. Ele renova as forças dos cansados para que continuem lutando.
Os desanimados devem buscar atividades e desenvolver atitudes que contribuam para que sua taxa de confiança em Deus aumente em níveis capazes de lançar a paz para o interior de suas vidas.
Os desanimados farão bem se, como o rei Salomão da Bíblia, não pedirem as soluções que precisam, mas rogarem a Deus sabedoria para ver, agir e viver.
Os desanimados -- pode ser -- talvez precisem da coragem para buscar uma ajuda externa que os animem a entender a misteriosas dinâmica interna das suas mentes e corações.
Os desanimados -- por mais cansados que estejam -- sabem que Deus dá força aos cansados e que ele os convida a esperar um pouco mais enquanto ele está trabalhando com aquele seu método sem microfone ou megafone.

Nos abençoe!
a) Siga-nos no blog - http://professorpadua.blogspot.com.br/
b) Curta a nossa página - https://www.facebook.com/pages/Professor-Pádua/163391750483474
c) Nos ADD - https://www.facebook.com/professorpadua.ipb

A MORTE NIVELA! - Professor Pádua


"Jesus respondeu: 'Vocês pensam que esses galileus eram mais pecadores que todos os outros, por terem sofrido dessa maneira? Eu lhes digo que não! Mas se não se arrependerem, todos vocês também perecerão'." (Lucas 13:2-3)

A morte vem para todos. Jesus tinha ouvido falar de uns galileus que Pilatos matara em Jerusalém quando estavam fazendo sacrifícios no templo. O pensamento comum entre algumas pessoas naqueles dias era que essa tragédia era decorrente de um julgamento de Deus sobre aquelas vítimas.

Jesus respondeu perguntando: "Vocês pensam que esses galileus eram mais pecadores que todos os outros, por terem sofrido dessa maneira? Eu lhes digo que não! Mas se não se arrependerem, todos vocês também perecerão" (Lucas 13:2-3).

A questão que Jesus abordou era a noção equivocada de que esse evento trágico se abatera sobre tais pessoas porque eram terríveis pecadoras. Em essência, a resposta de Jesus foi: "Não, eles não são nada piores que vocês. As pessoas morrem. Vocês também são pecadores e um dia também vão morrer."

Como o pecado existe no mundo, as pessoas morrem. A morte vai um dia acontecer a todos. As pessoas boas morrem e as más também. Os velhos morrem e os jovens também. A morte é o grande nivelador de todos os seres humanos.

Nos abençoe!
a) Siga-nos no blog - http://professorpadua.blogspot.com.br/
b) Curta a nossa página - https://www.facebook.com/pages/Professor-Pádua/163391750483474
c) Nos ADD - https://www.facebook.com/professorpadua.ipb

domingo, 14 de dezembro de 2014

O QUE ELE FEZ POR MIM - Professor Pádua


"[...] Uma coisa sei: eu era cego e agora vejo!" (João 9:25)

Poucos cristãos são grandes teólogos e nenhum de nós sabe todos os versículos da Bíblia de cor. Mas todos nós temos algum testemunho para dar. Todos nós temos para contar a história de como Cristo entrou em nossas vidas.

Podemos não ser especialistas, mas assim como falou o cego a quem Jesus curou, podemos todos também dizer: "Uma coisa eu sei: eu era cego e agora vejo!" (João 9:25).

Todo cristão pode dizer: "Eis o que Jesus fez por mim."
E sabe de uma coisa? O seu testemunho é uma ótima maneira de começar a apresentar Cristo para alguém.

O apóstolo Paulo (que foi um grande intelectual e um brilhante orador) muitas vezes começava com o seu testemunho pessoal, antes de apresentar o Evangelho para alguém. Por que Paulo começava com o seu testemunho? Ele construía assim uma ponte entre ele e as pessoas para as quais pregava.

Quando você compartilha a história de como chegou a Cristo, você está de uma certa forma dizendo: "eu estive onde você está. E deixe-me falar sobre a maneira que eu costumava pensar, a forma como eu costumava ser, como era a minha vida. Agora, deixe-me dizer-lhe sobre o que Cristo fez por mim."

Um testemunho ajuda as pessoas a entenderem que você não nasceu cristão. Ajuda a ver que há uma ponte, uma maneira pela qual se chega a Cristo.

Testemunhos provam que qualquer um pode mudar através do poder transformador de Jesus Cristo.

Nos abençoe!
a) Siga-nos no blog - http://professorpadua.blogspot.com.br/
b) Curta a nossa página - https://www.facebook.com/pages/Professor-Pádua/163391750483474
c) Nos ADD - https://www.facebook.com/professorpadua.ipb

DEUS É FIEL - Professor Pádua


"Deus é fiel".
A frase, retirada da Bíblia, está presente em muitos lugares, sobretudo como dizeres colocados como adesivos nos móveis e automóveis ou mesmo inscritos nas pedras ao longo das estradas.

Sim, Deus é fiel e esta certeza nos deve animar para a vida. Por sua fidelidade, ele mantém "a aliança e a bondade por mil gerações daqueles que o amam e obedecem aos seus mandamentos" (Deuteronômio 7.9).
Devemos nos agarrar a esta certeza.

Com o mesmo vigor, devemos nos empenhar em ser fiéis para com Deus. Se é verdade que a fidelidade de Deus é unilateral, o que nos enche de alegria, não devemos banalizar esta fidelidade, como se fosse uma frase mágica.

A fidelidade de Deus é uma promessa sublime e deve nos servir como uma bandeira, bandeira que nos indica a nossa identidade (amados por Deus) e aponta para o cuidado dele para conosco. Ao mesmo tempo, esta bandeira, sob a qual nos sentimos seguros, nos deve inspirar a viver de modo digno dela.

Não podemos ser fiéis como Deus é, mas devemos desejar ser fiéis para com ele e para com as pessoas com as quais convivemos. Nossa fidelidade deve refletir a fidelidade de Deus. Deus é fiel.
"Senhor, ajuda-nos a ser fiéis" -- eis como devemos orar.

Nos abençoe!
a) Siga-nos no blog - http://professorpadua.blogspot.com.br/
b) Curta a nossa página - https://www.facebook.com/pages/Professor-Pádua/163391750483474
c) Nos ADD - https://www.facebook.com/professorpadua.ipb

domingo, 7 de dezembro de 2014

TESTEMUNHANDO - Professor Pádua


"Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores."(Romanos 5.8)

Quando você conta para outras pessoas o que Deus lhe fez, você está dando um testemunho. Testemunhar é compartilhar a história de como você chegou à fé. Todo cristão tem um testemunho para dar.

Alguns cristãos têm testemunhos dramáticos em que contam como foram libertados de uma vida de vício em drogas, ou de crimes, ou de algum outro comportamento sórdido. Outros não têm testemunhos tão dramáticos, mas são igualmente significativos.

Gosto de ouvir como as pessoas chegaram a Cristo, mas não gosto quando elas entram nos detalhes mais sujos de seu passado. Tampouco gosto dos testemunhos em que as pessoas contam tudo de que abriram mão por Jesus, comentando coisas tipo: "Larguei isto e aquilo por Jesus. Fiz tanto sacrifícios pelo Senhor. Fiz tudo isso por Ele!"

Testemunho não é falar daquilo que você abriu mão por Cristo. Mas sim, falar daquilo de que Ele abriu mão por você. Não compartilhe o que você fez por Jesus. Compartilhe o que Jesus fez por você. Jesus é quem fez o trabalho. É Jesus que proclamamos.

Testemunho bom e forte é o que põe em relevo o que Jesus realizou. A questão central é que todos nós éramos pecadores irremediavelmente separados de Deus, navegando no mesmo barco para o inferno; e um mesmo evangelho veio e nos salvou. Esse é o testemunho que todos nós temos que dar.

Nos abençoe!
a) Siga-nos no blog - http://professorpadua.blogspot.com.br/
b) Curta a nossa página - https://www.facebook.com/pa…/Professor-Pádua/163391750483474
c) Nos ADD - https://www.facebook.com/professorpadua.ipb

SOLIDÃO E ABANDONO - Professor Pádua


"Mas ele foi transpassado por causa das nossas transgressões, foi esmagado por causa de nossas iniquidades; o castigo que nos trouxe paz estava sobre ele, e pelas suas feridas fomos curados." (Isaías 53.5)

Alguém já disse que a ignorância é uma virtude. Em certos casos, acho que isso é mesmo verdade. Se eu tivesse a oportunidade de saber hoje todo o meu futuro, eu preferiria não saber.

Mas Jesus, sendo Deus, sabia tudo sobre Seu futuro. Quando Ele orou no Jardim do Getsêmani na véspera de Sua morte, Jesus sabia que morreria em uma cruz romana. Ele sabia da sua iminente humilhação, flagelação e angústia espiritual. A noite anterior à crucificação de Jesus foi um momento insuportável de sofrimento em Sua vida.

No Jardim do Getsêmani, podemos ver que a tristeza e o pesar de Cristo cumprem a profecia de Isaías, dizendo que o Servo Sofredor seria "um homem de tristeza e familiarizado com o sofrimento" (Isaías 53:3).

Jamais poderemos compreender a angústia que Jesus experimentou naquele momento. Mas lembre-se que Hebreus 4:15-16 nos diz: "Pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado. Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade."

O autor de Hebreus está dizendo que você não está sozinho. Jesus sabe o que acontece em sua vida. Ele é o Sumo Sacerdote que experimentou os problemas que você está passando. Jesus passou por aquele tempo terrivelmente difícil, experimentando profunda solidão e abandono.

Então, lembre-se: na próxima vez que você estiver sofrendo, saiba que Jesus sabe pelo que você está passando. Ele é seu Sumo Sacerdote que está ao seu lado. E o mais importante: você pode aproximar-se d'Ele e receber ajuda.

Nos abençoe!
a) Siga-nos no blog - http://professorpadua.blogspot.com.br/
b) Curta a nossa página - https://www.facebook.com/pages/Professor-Pádua/163391750483474
c) Nos ADD - https://www.facebook.com/professorpadua.ipb

O CORDEIRO - Professor Pádua


¨O sangue será um sinal para indicar as casas em que vocês estiverem; quando eu vir o sangue, passarei adiante. A praga de destruição não os atingirá quando eu ferir o Egito.¨ (Êxodo 12:13)

É interessante notar que quando Deus instituiu a ordenança da Páscoa em Êxodo 12:3, Ele disse aos israelitas para pegar UM cordeiro. No versículo seguinte Ele lhes diz para tomar O cordeiro. E então, finalmente, no versículo cinco, Ele lhes diz para tomar o SEU cordeiro.

Quando você parar e pensar sobre isso, verá que há uma progressão nesta passagem da Escritura de como uma pessoa vê Jesus. Em primeiro lugar, Jesus é um cordeiro. Depois, Ele é o cordeiro. Então, por fim, Ele é o seu cordeiro.

Vir a Cristo começa com o nosso reconhecimento de que Ele é uma espécie de figura religiosa com algum tipo de mensagem significativa. Não temos certeza. Podemos ter um respeito geral por Ele, mas é de longe. Ele simplesmente é um cordeiro.

Então, Jesus passa a ser o cordeiro. Chega um momento do crescimento espiritual em nossas vidas, que passamos a reconhecer que Jesus é o único entre todos os outros da história. Ele é mais do que um profeta, mais do que um mestre. Ele é realmente o Filho de Deus, divindade em forma humana. Ele se torna o "Cordeiro de Deus", como João Batista disse, "que tira o pecado do mundo!" (João 1:29).

Mas, é necessário que avancemos um passo além, para que Ele se torne então o nosso cordeiro. Nós O recebemos como nosso Salvador e como nosso Senhor.

Há muitas pessoas que reconhecem que Jesus é Deus. Reconhecem que Ele está nos céus. Mas elas ainda não adotaram Jesus como o seu Salvador pessoal.

Não basta saber que Cristo morreu. É necessário saber que Ele morreu por todos os nossos pecados. Então nos arrependermos de nossos pecados e, finalmente, recebê-lo como o Senhor absoluto de todas as coisas e áreas de nossa vida. Somente então Jesus passa a ser o nosso cordeiro.

Nos abençoe!
a) Siga-nos no blog - http://professorpadua.blogspot.com.br/
b) Curta a nossa página - https://www.facebook.com/pages/Professor-Pádua/163391750483474
c) Nos ADD - https://www.facebook.com/professorpadua.ipb

TUDO... - Professor Pádua


"Eu lhes asseguro que onde quer que este evangelho for anunciado, em todo o mundo, também o que ela fez será contado, em sua memória." (Mateus 26:13)

Quando se lê o Novo Testamento, não se pode deixar de notar como ele fala pouco sobre os principais acontecimentos da história mundial. Seria de se esperar que as Escrituras mencionassem Roma e todas as suas poderosas conquistas, mas não é isso o que acontece.

Em vez disso, Deus traz detalhes que são totalmente diferentes.

Em Mateus 26, por exemplo, encontramos uma história única que Deus quer que jamais nos esqueçamos (ver versículo 13). Foi o sacrifício incrível que uma mulher fez para Jesus. O que foi que ela fez que impressionou tanto ao Senhor? Foi um milagre ou algum grande ensinamento? Não. Foi um ato sincero.

Na casa de um homem chamado Simão, essa mulher tomou um frasco de perfume caro e ungiu Jesus com ele. Por que isso foi tão importante? Suas ações são memoráveis porque ela parecia reconhecer que Jesus precisava ser ungido para o Seu sepultamento (ver versículo 12). Assim, como um ato de entrega completo, ela deu-lhe tudo o que tinha.

O Evangelho de Marcos nos diz que o seu perfume custava mais de 300 denários (Marcos 14.5). Naquele tempo, 300 denários era o equivalente ao salário de quase um ano de um trabalhador.

Mas não era o presente que importava. Era o seu coração por trás do presente. Foram os seus motivos que tocaram Jesus, pois Ele sabia que ela sacrificou quase tudo por Ele.

Você tem feito tudo o que pode pelo Senhor? Algumas pessoas, como muitos dos obedientes fariseus, só dão o necessário. Elas tentam obedecer ao nível mínimo exigido. E todos nós, sem perceber e das mais variadas maneiras podemos fazer o mesmo.

Neste momento, você não gostaria de se comprometer em servir ao Senhor além daquilo que lhe é exigido, como fez aquela mulher?

Nos abençoe!
a) Siga-nos no blog - http://professorpadua.blogspot.com.br/
b) Curta a nossa página - https://www.facebook.com/pa…/Profess
or-Pádua/163391750483474