domingo, 8 de julho de 2007

O que fazer em dias difíceis?

Dias difíceis. Quem nunca atravessou um? Na verdade, quem nunca já não atravessou vários?

O escritor de Eclesiastes chega a dizer que "doce é a luz, e agradável aos olhos, ver o sol. Ainda que o homem viva muitos anos, e regozije-se em todos eles; contudo, deve lembrar-se de que há dias de trevas, porque serão muitos".

Bom, essa não é a fala de um pessimista, mas de um realista. Na verdade, como é bom ver a luz do sol. E como é bom perceber que Deus faz o seu sol se levantar, todos os dias, mesmo sobre os maus e os bons. É bom ver a luz. É bom se alegrar. Na verdade, é sadio se alegrar. Mas, ainda assim, há dias difíceis. Alguns, são, apenas, nublados; outros, realmente, escuros.

Mas, em dias assim, o que nos consola é que o Sol da Justiça, que é Jesus, continua, sempre a brilhar. Foi Ele quem disse: "Eu sou a Luz do mundo, quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida".

Não significa que quem anda com Jesus não enfrente dias difíceis; mas que mesmo na mais densa escuridão, encontra luz, porque Jesus é a nossa luz.

Foi o que Davi quis dizer, quando no Salmo 139, escreveu que "se eu digo: as trevas, com efeito, me encobrirão, e a luz ao redor de mim, se fará noite, até as próprias trevas não te serão escuras: as trevas e a luz são a mesma coisa".

A questão é que só está escuro para nós; para Deus tudo está claro, porque Ele é luz. Nós podemos estar confusos, mas Deus sabe o que está fazendo. Nós podemos estar deprimidos, mas Deus está no controle da nossa vida. Nós podemos estar encolhidos em nossas emoções, mas Deus ainda é o mesmo que sempre foi. O mesmo que nos alcançou, um dia. O mesmo que nos abençoou, um dia. Ele não mudou. A Luz não se apagou. É só a impressão da nossa alma.

Dias difíceis acontecem com todos nós. Não é fácil passar por eles. Especialmente, quando nossas emoções parecem estar fora do nosso controle. Quando a gente quer se alegrar, mas só consegue chorar; quer ser positivo, mas só consegue ver o negativo.

É aí que eu preciso fazer uma escolha, que é lembrar-me de Deus e de Seu amor fiel para comigo. Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, Ele está comigo, a Sua vara e o Seu cajado me consolam. Ele prepara uma mesa para mim na presença dos meus inimigos, unjes a minha cabeça com óleo e o meu cálice transborda.

É claro que nós choramos, nos sentimos mal, ficamos "pra baixo", precisamos procurar ajuda; mas Deus está conosco. Maior é aquele que está em nós do que aquele que está no mundo. E nós podemos todas as coisas naquele que nos fortalece: Jesus.

Não fique impressionado se tudo parece nublado ou escuro. Para Deus, luz e trevas são a mesma coisa. Lembra que foi Ele quem disse: "Haja luz! E houve luz"?

Luz fala de vida, porque a Bíblia diz que em Jesus estava a vida e a vida era a luz dos homens. Diz que a luz resplandece nas trevas e as trevas não prevaleceram contra ela.

Luz fala de direção, de rumo, de esperança, de ânimo, de força, de entendimento, de alegria, de gosto pra viver. Faça como o salmista, peça a Ele: Faça Sua luz resplandecer sobre mim!
É isso que o salmista pede que Deus faça. Pede que ilumine os seus olhos para que ele não adormeça no sono da morte. Para que, mesmo, biologicamente, vivo, esteja, emocionalmente morto. Diz que Deus faz resplandecer a nossa lâmpada e derrama luz nas nossas trevas. Ou nas palavras do salmo: "Seja Deus gracioso para conosco e nos abençõe, e faça resplandecer sobre nós o Seu rosto, para que se conheçam na terra, os Seus caminhos e a Sua salvação".

O dia pode ser difícil, a semana, o mês e o ano também. Mas, Deus está onde sempre esteve. Ele está conosco sempre para nos abençoar. Ele nunca vai te deixar e jamais vai te abandonar. E é na Sua Luz que veremos a luz. Sempre haverá uma saída, sempre haverá uma porta, sempre haverá um caminho, sempre haverá uma direção, sempre haverá uma manhã.

Graça e Paz.