quinta-feira, 22 de junho de 2017

A MANEIRA CORRETA DE JEJUAR, O TESOURO NO CÉU E EXORTAÇÕES [Mateus 6.16-24]



Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram o rosto com o fim de parecer aos homens que jejuam. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o rosto, com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim ao teu Pai, em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará. Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração. São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão! Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.


Meus irmãos e amigos...

Nesta parte do Sermão da Montanha, nosso Senhor nos fala de três assuntos. Ele nos fala sobre o jejum, o mundanismo e a importância de se ter um propósito bem definido em se tratando de religião.

Vejamos o primeiro assunto:

1. O que é jejum? O jejum é a abstinência ocasional de alimentos, a fim de trazer o corpo em sujeição ao espírito, é uma prática freqüentemente mencio­nada na Bíblia, e geralmente vinculada à oração.

Davi jejuou quando seu filho recém-nascido adoeceu gravemente.
Daniel jejuava quando buscava uma orientação especial da parte de Deus.
Paulo e Barnabé jejuavam quando apontavam os anciãos para as igrejas locais.
Ester je­juou antes de apresentar-se ao rei Assuero.

Observamos ainda que o jejum é um assunto sobre o qual não encontramos nenhum mandamento direto no Novo Testa­mento. Parece ser deixado a critério de cada um, se vai jejuar ou não.

Nisto há grande sabedoria.
- Muitos homens pobres nunca têm o sufi­ciente para comer, e seria um insulto ordenar-lhes o jejum.
- Muitos enfermos têm dificuldade em se alimentar bem, mesmo dando toda atenção à dieta, e o jejum contribuiria para agravar ainda mais a do­ença.

Esta é uma questão em que cada um precisa estar persuadido em sua própria mente, e não ser precipitado em condenar os que não con­cordem com ele. Somente um ponto jamais deve ser esquecido. Quem jejua, deve fazê-lo quietamente, em segredo e sem ostentação. Deve fazê-lo de maneira a não parecer aos homens que jejua. Que não jejue para os homens, mas para Deus.

Olha os versículos que lemos:
Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram o rosto com o fim de parecer aos homens que jejuam. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa. Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e lava o rosto, com o fim de não parecer aos homens que jejuas, e sim ao teu Pai, em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.


Vejamos agora o segundo assunto:

2. O mundanismo  é um dos maiores perigos que ameaça a alma do ser humano.

Não é para admirar, portanto, encontrarmos nosso Senhor falando decididamente contra isso. Trata-se de um inimigo insidioso, astuto e muito enganador.

Parece tão inocente dar atenção especial aos nossos negócios!
Parece tão inofensivo procurar a felicidade neste mundo, desde que estejamos limpos de pecados mais visíveis!

No entanto, esta é uma pedra contra a qual muitos podem naufragar para toda a eter­nidade. Eles acumulam “tesouros sobre a terra” e esquecem de ajuntar “tesouros nos céus”. Que todos nos lembremos disto!

Onde está posto o meu coração?
O que amo acima de tudo o mais?
Os meus maiores afetos estão ligados às coisas deste mundo, ou às realidades celestiais?

A morte e a vida dependem da resposta que formos capazes de dar a estas indagações. Se o nosso tesouro está sobre a terra, nossos corações serão terrenos — “porque onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração”.

Os versículos...
Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; porque, onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração.

Terceiro e último assunto tratado pelo Senhor Jesus neste texto é sobre...

3. Ter um propósito bem definido em se tratando de religião pois nisto reside um dos maiores segredos da prosperidade espiritual.

Os versículos... diz
São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso; se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão! Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer-se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.

Se os nossos olhos não vêem distintamente, não podemos caminhar sem tropeçar e cair. Se tentarmos trabalhar para dois mestres diferentes, poderemos ter a certeza de não satisfazer nem a um nem a outro.

Acontece o mesmo a respeito de nossas almas. Não po­demos servir a Cristo e ao mundo ao mesmo tempo. Isto simplesmente não pode ser feito. A arca da aliança e a estátua de Dagom jamais per­manecerão juntas. Deus deve ser Rei sobre os nossos corações. A Lei de Deus, a sua vontade e os seus preceitos devem receber a nossa pri­meira atenção. Então, e somente então, todas as coisas se ajustarão em seus devidos lugares em nosso homem interior. A menos que os nossos corações estejam assim, tão bem ordenados, tudo mais estará em con­fusão: “Todo o teu corpo estará em trevas”. O versiculo 23 diz: se, porém, os teus olhos forem maus, todo o teu corpo estará em trevas. Portanto, caso a luz que em ti há sejam trevas, que grandes trevas serão!


Portanto, temos aqui preciosas lições para a nossa vida.

1. Com a instrução do Senhor acerca do jejum, aprendamos a grande importância do contentamento, em nossa religião.

As palavras, “unge a cabeça e lava o rosto”, são repletas de profundo significado. Elas deveriam nos ensinar a ter por alvo permitir que os homens vejam que o cristianismo nos faz estar contentes. Jamais nos esqueçamos de que não existe religião alguma em parecermos melancólicos e tristes.

Es­tamos insatisfeitos com Cristo e o serviço do seu reino? Certamente que não! Então não tenhamos a aparência de quem está insatisfeito.

2. Aprendamos, com base na advertência do Senhor acerca do mun­danismo, como é grande a necessidade que todos nós temos de vigiar e orar contra um espírito mundano.

O que está fazendo a vasta maioria de professos “cristãos” ao nosso redor? Estão acumulando “tesouros na terra”.

Quanto a isso não há dúvida. Os seus gostos, hábitos e pro­cedimentos nos contam uma temível história: eles não estão ajuntando “tesouros no céu”.

Oh, cuidemos, todos, de não cairmos no inferno, somente porque damos atenção excessiva a coisas que são perfeitamente legítimas! A transgressão notória da lei de Deus mata os seus milhares, e o mundanismo os seus dez milhares!

3. Aprendamos, com base no que nosso Senhor disse acerca dos “olhos bons”, o verdadeiro segredo das falhas que tantos cristãos pa­recem cometer, em sua religião.

Há fracassos por toda parte. Existem milhares de pessoas, em nossas igrejas, que se sentem desconfortáveis, irrequietas e insatisfeitas consigo mesmas, sem mesmo saber por quê.

A razão disso está aqui revelada: eles querem estar de bem com Deus e com o mundo. Estão tentando agradar a Deus e aos homens, servir a Cristo e ao mundo, ao mesmo tempo.

Não incorramos nesse erro. Que nós sejamos decididos e radicais, inflexíveis seguidores de Cristo. Que o nosso lema seja o mesmo do apóstolo Paulo: “Uma cousa faço” (Fp 3.13). Então seremos cristãos felizes. Sentiremos o sol brilhando sobre as nossas faces! Coração, mente e consciência, estarão todos che­ios de luz.

Determinação é o segredo da felicidade na religião cristã. Seja crente decidido, e então, “todo o teu corpo será luminoso”.

Que Deus nos abençoe!

Nenhum comentário: