sexta-feira, 3 de março de 2017

NOVAS FERRAMENTAS DE TRABALHO



1. Lei e Graça: Como ambas se relacionam segundo as Escrituras. Mauro Meister [Cultura Cristã]

Alicerçado na teologia dos reformadores e apresentando uma visão calvinista, o autor vai até a história  mostrando como distinções bíblicas importantes sobre o uso da Lei auxiliam a igreja na compreensão da questão, apresentando aos fiéis uma forma válida e eficaz de pautarem a vida pela  vontade prescritiva do nosso Deus.

2. Introdução ao Catecismo de Heidelberg. Lyle D. Bierma [Cultura Cristã]

A herança da Reforma é de profunda importância para a Igreja hoje, mas há sérias lacunas em seu conhecimento atual. A compreensão e a apropriação dessa herança só podem ocorrer por meio da publicação de obras significativas que apresentem a amplitude e o detalhe do pensamento dos reformadores e de seus sucessores. Muito aproveitará a igreja com este estudo, que fortalecerá as suas bases e promoverá a piedade dos crentes.

3. Espiritualidade Reformada. Joel Beeke [Editora Fiel]

Nestas páginas, o Dr. Joel Beeke oferece-nos um verdadeiro guia através da história da espiritualidade reformada e puritana. Uma teologia devocional, prática e histórica, que oferece um modelo de devoção robusta, madura e, sobretudo, bíblica. Através da vida de importantes personagens, somos encorajados a desenvolvermos uma vida cristã que glorifica a Deus, tanto no contexto da adoração e do culto público da igreja, como também em nossa devoção particular. Uma obra profunda, histórica, instrutiva e desafiadora para a nossa própria geração.

4. Vivendo para Glória de Deus: Uma Introdução a Fé Reformada. Joel Beeke [Editora Fiel]

O sistema teológico conhecido pelo nome de calvinismo é freqüentemente distorcido ou rejeitado como uma relíquia do passado. Contudo, como nos mostra o Dr. Joel Beeke neste tratado abrangente, o calvinismo, também conhecido como teologia reformada, é bíblico, teocêntrico, sincero, cativante e prático. Como tal, ele é singularmente apropriado para ajudar os cristãos a cumprirem o propósito para o qual foram criados - viver para a glória de Deus.

5. Do SHABBATH para o DIA DO SENHOR. D. A. Carson [Cultura Cristã]

Uma série de autores assevera a premissa de que o domingo é "um novo dia de adoração que foi escolhido para comemorar o evento único e histórico-salvador da morte e ressurreição de Cristo, e não pra ser meramente outro dia para a celebração do Shabbath".

Nenhum comentário: