sábado, 14 de janeiro de 2017

O FACISMO DESCARADO DE MERYL STREEP - A TÁTICA ESQUERDISTA FOI TIRO NO PÉ.



Estudiosos de bullying dizem que ataques violentos possuem duas consequências, sendo a primeira negativa e a segunda extremamente positiva. A primeira é gerar uma sensação de impotência, diante do ataque. Esse é o lado negativo. A segunda consequência é mais interessante: é a motivação gerada pela indignação, caso a vítima tenha condições de reagir. A mais pura e verdadeira força se origina disto.

Após o ataque covarde e preconceituoso feito pela atriz Meryl Streep no Golden Globe – associando os eleitores de Trump a inimigos de imigrantes, além de simular indignação sobre outras questões – gerou a seguinte sensação : “aí, ferrou, esse foi um ataque certeiro e potente” vindo da esquerda.

Mas disso se seguiu a melhor parte: horas depois as reações de indignação à campanha de ódio promovida por Meryl começaram a energizar a direita, que está se sentindo ofendida, difamada, estigmatizada, demonizada e vítima de assassinato de reputações. Cientes de que monstros como Meryl farão de tudo para jogar a população violentamente contra a direita, estes resolveram se unir. Os revides à Meryl estão acontecendo em alto volume, o que é gratificante. Existe a sensação clara de que a direita está se fortalecendo a partir da indignação gerada com o ataque.

A expressão dos atores Mel Gibson e Vince Vaughn durante os ataques de Meryl é um exemplo de como pelo menos metade dos EUA se sentiu. Os esquerdistas mostraram que utilizarão seu espaço não para debater, mas para tentar destruir inimigos com propaganda de ódio do tipo mais baixo possível.

Ontem metade da população foi demonizada como “inimigos de imigrantes”, quando na verdade apenas criticavam a imigração ilegal. Oficialmente, metade da população foi vítima de uma difamação clara, dando a noção clara de que vale tudo para a esquerda. Meryl Streep agiu como os nazistas tentaram fazer com os judeus: estigmatizando-os para jogar o povo contra eles.

No fundo, precisávamos de um ataque como este feito por Meryl. É preciso saber que o adversário está disposto a ir para o fascismo sem limites e utilizar todo o preconceito e ódio do mundo contra nós. Isso nos trará o senso de urgência necessário para saber que cada ataque precisa ser revidado e que do outro lado não existem debatedores, mas inimigos sem qualquer senso moral. O exagerado ataque de Meryl serviu para acordar a direita.

Nenhum comentário: