sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

MORRER EM FÉ OU EM PECADO?



As Escrituras têm muito a dizer sobre como morremos. Do ponto de vista bíblico há somente duas maneiras possíveis de morrer. A Bíblia ignora as várias causas da morte. Sabemos que podemos morrer de câncer, de um ataque cardíaco, com um ferimento causado por uma bala perdida, ou uma quantidade de outras causas mortais. Mas as causas biológicas da morte não são a principal preocupação das Escrituras.

Quando as Escrituras falam sobre o como da morte, o foco está sobre o estado espiritual da pessoa na hora de sua morte. Aqui vemos o “como” da morte reduzido a apenas duas opções. Ou morremos em fé, ou morremos em nossos pecados. (Ezequiel 3.17-19).

“Filho do homem: Eu te dei por atalaia sobre a casa de Israel; e tu da minha boca ouvirás a palavra e avisá-los-ás da minha parte. Quando eu disser ao ímpio: Certamente morrerás; e tu não o avisares, nem falares para avisar o ímpio acerca do seu mau caminho, para salvar a sua vida, aquele ímpio morrerá na sua iniqüidade, mas o seu sangue, da tua mão o requererei. Mas, se avisares ao ímpio, e ele não se converter da sua impiedade e do seu mau caminho, ele morrerá na sua iniqüidade, mas tu livraste a tua alma.” - Ezequiel 3:17-19

Muitas vezes pensamos que a pior coisa que pode acontecer a uma pessoa é morrer. Esta não é a mensagem de Jesus. De acordo com Cristo, a pior coisa que pode acontecer a nós é morrermos em nossos pecados.

Esta é a mensagem bíblica que tem sido largamente ignorada em nossos dias. Gostamos de acreditar que todo aquele que morre vai automaticamente para o céu. Presumimos que o único bilhete que se requer para entrar no reino de Deus é a morte.

Deus nos ordena que falemos aos que estão morrendo sobre sua necessidade de um Salvador. O profeta Ezequiel deixa isto claro como água. Se amamos as pessoas, devemos avisá-las das consequências de morrer nos seus pecados. 

A grande mentira é aquela que declara que não existe um julgamento final. Entretanto, se Jesus ensinou alguma coisa, ele enfaticamente declarou que haverá um julgamento final

E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era Estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna. Mateus 25:31-46

Jesus adverte que chegará o dia em que todos os segredos serão conhecidos. Será o final de todos os disfarces deste mundo. Todos os esconderijos serão abertos e os segredos vergonhosos aparecerão plenamente visíveis. Os pecados de todos nós serão conhecidos, a menos que estejamos “cobertos” pelo manto da justiça de Cristo.

“Mas nada há encoberto que não haja de ser descoberto; nem oculto, que não haja de ser sabido. Porquanto tudo o que em trevas dissestes, à luz será ouvido; e o que falastes ao ouvido no gabinete, sobre os telhados será apregoado.” - Lucas 12:2,3

SPROUL, R.C. Surpreendido pelo Sofrimento. São Paulo: Editora Cultura Cristã. 1998. Pág. 57-61

Nenhum comentário: