sábado, 29 de outubro de 2016

JESUS ESTAVA CONSCIENTE DE SUA MISSÃO



Desde o início de seu ministério, Jesus estava consciente de sua missão. Desde o começo ele estava sob uma sentença de morte. Sua “doença” era terminal. O Pai o afligiu na cruz não com uma doença terminal, mas com todas as doenças terminais. Sem dúvida isto não quer dizer que Cristo recebeu o resultado positivo de uma biópsia, ou que um médico diagnosticou uma caso avançado de lepra em Jesus. Ele enfrentou sua morte sem nenhuma evidência externa de qualquer doença. Mas a dor cumulativa de todas as doenças foram colocadas sobre ele. Ele tomou sobre seu corpo os danos de todo mal, toda doença, toda dor conhecida pela raça humana.

O sofrimento de Jesus foi múltiplo porque a extensão do mal no mundo é um vasto complexo. Todo efeito de cada pecado foi colocado sobre ele. Carregar este terrível fardo era a sua vocação. Suportar todas as dores e doenças era sua missão. A magnitude deste horror está além de nosso entendimento. Mas ele o entendeu, porque era seu para o suportar.

IN: Surpreendido pelo sofrimento. R. C. Sproul, p. 26. (Cultura Cristã)

Nenhum comentário: