segunda-feira, 7 de abril de 2014

INGRATIDÃO


A gratidão é a rainha das virtudes, mas a ingratidão é o delito mais vil. Ingratidão é pagar o bem com o mal. É ferir quem acariciou você. É desprezar quem prezou você. É dar as costas a quem estendeu a mão para você. Jesus sentiu essa dor quando foi abandonado pelos próprios discípulos. O apóstolo Paulo sentiu essa amarga realidade, quando estava preso em Roma. Diz ele: "Na primeira defesa, ninguém foi a meu favor, antes todos me abandonaram" (2Tm 4.16). A gratidão é uma ordenança divina: "... e sede agradecidos" (Cl 3.15). A Bíblia nos ensina: "Em tudo dai graças" (1Ts 5.18). Talvez você possa, ainda nesta semana, demonstrar gratidão a alguém que já abençoou sua vida. Talvez você possa falar palavras consoladoras a quem já encorajou você nos vales da vida. Talvez você possa procurar alguém que já foi ferido pela ingratidão e trazer um alento novo de vida para essa pessoa. Se a ingratidão é uma realidade dolorosa; a gratidão pode trazer uma cura milagrosa!


Nenhum comentário: