sábado, 1 de fevereiro de 2014

QUÃO PRECIOSA É A GRAÇA DIVINA DA FÉ – Mt 8.1-15


Pouco sabemos a respeito do centurião descrito nestes versículos. O nome dele, sua nacionalidade, sua história passada, nada disso nos é informado. Entretanto, sabemos de uma coisa – que ele creu em Jesus. Declarou ele: “Senhor, não sou digno de que entres em minha casa; mas apenas manda com uma palavra, e o meu rapaz será curado”.  Lembremos-nos de que ele creu, enquanto os escribas e fariseus eram incrédulos. Embora nascido gentio, ele creu, enquanto o povo de Israel estava espiritualmente cego. A respeito dele, nosso Senhor proferiu uma palavra de elogio que tem sido lida por todo o mundo, desde aqueles dias até hoje: “Nem mesmo em Israel achei fé como esta”.

Apeguemo-nos com firmeza a esta lição. Ela merece ser relembrada. Crer no poder de Cristo e na sua boa vontade em ajudar, e fazer uso prático dessa nossa crença, é um dom raro e precioso. Devemos sempre estar agradecidos por termos este dom. Estarmos dispostos a vir a Jesus não tendo outra esperança, e reconhecendo a nossa condição de pecadores perdidos, e entregar as nossas almas às mãos dEle, é um grande privilégio. 

Que nós sempre demos graças ao Senhor se temos essa disposição, pois é um dom de Deus. Essa fé é melhor do que todos os demais dons ou conhecimentos neste mundo. Muitos humildes pagãos agora convertidos, que de nada sabem senão da doença do pecado na alma, mas que confiam em Jesus, haverão de assentar-se no céu, enquanto que muitos doutores em teologia serão rejeitados para sempre. Verdadeiramente abençoados são os que creem.

Extraído do Livro “Meditações no Evangelho de Mateus” de J. C. Ryle
Editora Fiel, pág. 54-55.

Nenhum comentário: