domingo, 11 de agosto de 2013

SAL E LUZ – O CARÁTER CRISTÃO


Se estas palavras têm algum significado, então, certamente, Jesus intenciona nos ensinar, com estas duas figuras, sal e luz, que precisa haver algo notório, distintivo e peculiar a respeito do nosso caráter, se somos verdadeiros cristãos. Se desejamos ser reconhecidos como pertencentes a Cristo, como povo de Deus, jamais poderemos passar a vida desocupados, pensando e vivendo como fazem as demais pessoas neste mundo. 

Temos a graça divina? Então ela precisa ser vista. 
Temos o Espírito Santo? Então deve haver o fruto. 
Temos uma religião salvadora? Então deve haver uma diferença de hábitos e preferências e também uma mentalidade diferente entre nós e aqueles que pensam segundo o mundo. 

É perfeitamente claro que o cristianismo verdadeiro envolve algo mais do que ser batizado e ir à igreja. “Sal” e “Luz”, evidentemente, implicam numa peculiaridade, tanto no coração quanto na vida diária, tanto na fé quanto na prática. Se nos considerarmos salvos, devemos ousar ser singulares e diferentes da humanidade em geral. 

________________________________

Extraído do Livro 
Meditações no Evangelho de Mateus de J. C. Ryle
Editora Fiel, pág. 29.

Nenhum comentário: