domingo, 11 de agosto de 2013

DISPOSIÇÃO PARA SER SANTO


Se nós realmente desejamos ser santos, diremos como o salmista: “Guardarei os meus caminhos, para não pecar com a língua” (Sl 39.1). 

Precisamos estar prontos a resolver querelas e desacordos, para que tais coisas não nos conduzam a pecados ainda mais graves: “Como o abrir-se da represa assim é o começo da contenda; desiste, pois, antes que haja rixas” (Pv 17.14). 

Precisamos nos empenhar em crucificar a nossa carne e mortificar os nossos membros. Devemos estar dispostos a fazer qualquer sacrifício, e até mesmo trazer sobre o corpo a incomodidade física, antes do que dar lugar ao pecado. 

Devemos guardar os nossos lábios, como que por um freio, e exercitar uma constante vigilância sobre nossas palavras. Que os homens nos chamem de “muito restritos”, se assim desejarem. Que eles digam que somos “por demais meticulosos”, se isso lhes agrada. 
Não nos deixemos abalar com isso. 
Estamos apenas fazendo aquilo que nosso Senhor Jesus Cristo nos manda, e, sendo assim, não temos de que nos envergonhar.

________________________________________________
Extraído do Livro 
Meditações no Evangelho de Mateus de J. C. Ryle
Editora Fiel, pág. 33.

Nenhum comentário: