domingo, 11 de agosto de 2013

AS BEM-AVENTURANÇAS


Estas são as oitos pedras fundamentais que o Senhor Jesus lançou, logo no começo do seu Sermão da Montanha. Oito grandes verdades, oito grandes testes foram colocadas diante de nós. Marquemos bem cada uma delas, e assim aprenderemos a sabedoria.

Aprendamos quão inteiramente contrários aos princípios deste mundo são os princípios ensinados por Cristo. É inútil tentar negar esse fato. São os princípios diametralmente opostos entre si. O mundo menospreza as próprias virtudes que nosso Senhor Jesus exaltou. Orgulho, falta de consideração, espírito de exaltação, mundanismo, formalismo, egoísmo e falta de amor, que proliferam neste mundo por toda a parte, são coisas que o Senhor Jesus condenou.

Aprendamos, da mesma forma, quão tristemente diferentes da vida prática de muitos professos “cristãos” são os ensinos de Jesus Cristo. Onde encontraremos, entre os que freqüentam os cultos nas igrejas locais, homens e mulheres que se esforçam por viver segundo os padrões acerca dos quais acabamos de ler? Infelizmente, há muitas razões para temer que um grande número de pessoas batizados são totalmente ignorantes acerca do que o Novo Testamento contém!

Acima de tudo, aprendamos quão santos e espirituais todos os crentes deveriam ser. Jamais deveriam ter como alvo qualquer padrão inferior ao do Sermão da Montanha. O Cristianismo é eminentemente uma religião prática. A sã doutrina é a sua raiz e fundamento, mas o seu fluxo deveria sempre ser uma vida santa. E, se quisermos saber  o que é uma vida santa, consideremos então, com freqüência, quem são aqueles a quem Jesus chamou de “bem-aventurados”.

___________________________________________
Extraído do Livro 
Meditações no Evangelho de Mateus de J. C. Ryle
Editora Fiel, pág. 28.


Nenhum comentário: