sábado, 27 de julho de 2013

A GRANDEZA PESSOAL E AS RIQUEZAS MATERIAIS


A grandeza pessoal e as riquezas materiais servem de perigosa possessão para a alma. Aqueles que as buscam não sabem o que estão procurando. Essas coisas precipitam os homens em muitas tentações. Elas são favoráveis para encher o coração humano de orgulho, agrilhoando as afeições dos homens às coisas terrenas.

“Não foram chamados muitos sábios segundo a carne, nem muitos poderosos, nem muitos de nobre nascimento” (I Co 1.26).

“Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas” (Lc 18.24).

Você tem invejado aos ricos e aos importantes? Você tem dito em seu coração: “Oxalá eu estivesse no lugar deles, com a posição e as riquezas que eles possuem?” Cuidado para não ceder diante desse tipo de sentimento. As próprias riquezas materiais que você tanto admira podem estar fazendo afundar no inferno, gradualmente, aos seus possuidores. Um pouco mais de dinheiro poderia decretar a sua ruína. Você poderia acabar caindo em todo excesso de crueldade e de iniqüidades, à semelhança de Herodes.

Por isso, “tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza” (Lc 12.15).

“Contenta-vos com as cousas que tendes” (Hb 13.5).

Extraído do Livro Meditações no Evangelho de Mateus de J. C. Ryle
Editora Fiel, pág. 13-14.

Nenhum comentário: