domingo, 14 de agosto de 2011

MEIA NOITE - O FIM DE UM COMEÇO



“Mas, à meia-noite, ouviu-se um grito: Eis o noivo! Saí ao seu encontro!” – Mateus 25.6

O Texto nos chama atenção, para os símbolos usado pelo evangelista Mateus – meia noite, um grito e o noivo. Destes símbolos, o mais complexo é meia noite – meia noite é tempo de dormir e não de realizar casamento. Meia noite não se trata propriamente das diferenças – dia e noite. E sim, refere-se (como usada por Mateus) uma hora inesperada. A vinda do noivo (Jesus) será em um momento não somente tardio e improvável, mas também inapropriado. 

O termo meia noite na bíblia sempre está ligado a fatos inesperados, por exemplo:
1. Eliú, o amigo de Jó, diz que a meia noite os povos e os poderosos são pertubados, Jó 34.20; 
2. A meia noite o dono de casa se levantou para atender de forma inesperada, um vizinho que lhe pedia três pães, Lc 11.5; 
3. Foi a meia-noite que uma mulher seqüestrou um nenezinho vivo de outra mulher, colocando seu nenezinho morto no lugar do nenezinho, I Rs 3.20; 
4. Foi a meia noite que um rapaz chamado Éutico caiu de uma janela do terceiro andar e foi dado como morto, At 20.7-9;
 5. Foi a meia noite que o Senhor passou pelo Egito e feriu todos os primogênitos desde os homens até os animais, Ex 12.29; 
6. vale notar, que foi a meia noite, que o Titanic deu de encontro a um enorme iceberg e começou a naufragar, matando 1513 pessoa. 

Mas a pior meia noite ainda está para acontecer. Será um momento inesperado com implicações muito sérias. Meditemos sobre esta tão inesperada meia noite e o seu significado real. 

I. MEIA NOITE – TERMINO DE UM DIA 

A meia noite, o dia termina definitivamente. Tudo o que nele aconteceu é passado, virou história. Este é o sentido da profecia relativa a meia noite, ou seja, fala de um dia, de um período de tempo que terminou. Há um período de preparação e um tempo em que será tarde demais para preparar-se. Independente de qualquer teoria escatológica (milenistas, pré-milenistas ou amilenistas), vivemos de forma inequívoca os últimos momentos da igreja. 

Os apóstolos denunciaram e apresentaram características destes últimos momentos:
a) Apostasia da verdadeira fé, I Tm 4.1
b) Tempos difíceis, II Tm 3.1
c) Escarnecedores da fé, II Pe 3.3 

Há um período de preparação e um tempo em que será tarde demais para se preparar. Portanto, quando já se põe o sol e a noite se aproxima, se faz necessário:
a) Verificar o nosso nível de acomodação neste mundo, Rm 12.1;
b) Rever nossos conceitos e valores, Lc 12.31;
c) Buscarmos a santidade, Hb 12.14 

II. MEIA NOITE – A HORA DO CLAMOR

O texto nos informa, que um grande grito soou a meia noite. As pessoas que viviam em função deste grito, reagiriam de duas maneiras:
1. As prudentes – embora apanhadas pelo sono, mas perfeitamente despertas, regozijaram-se no fato de que estão preparadas, ou sejam, agiram com alegria. 
2. Para outros, porém, que subitamente serão despertadas, lembrar-se-ão que não se prepararam, esse grito, para eles, será motivo de angústia.

Quais as implicações destes fatos na nossa vida cristã? 
a) Quando irromper o chamado da meia noite ( I Ts 4.16-17), não haverá mais tempo para a preparação, v. 10.
b) O clamor da meia noite revela que a preparação é inteiramente individual. Cada um deverá desenvolver a sua prudência, v. 9 

O conselho dado pelas jovens prudentes foi um bom conselho: mas era impossível de seguí-lo. Por que? Porque logo após os convidados e as virgens terem entrado – fechou-se a porta, e isto culminou em suas total exclusão das bodas. O clamor da meia-noite poderá ser de alegria ou de angústia, e a preparação prévia é que determinará se será de uma forma ou de outra maneira. 

III. MEIA NOITE – HORA DAS TREVAS 

Para todos aqueles familiarizados com as Escrituras, sabe muito bem que o fim está próximo. E que este fim será marcado por densas trevas. 
1. A natureza sente as trevas, Rm 8.20-22 - Todo o eco sistema e toda a natureza geme, sentindo a meia noite que se aproxima. 
2. Os homens sentirá as trevas, Lc 21.25-26 - A bíblia anuncia que as trevas provocadas pela proximidade da meia noite, resultará em sinais cósmicos que deixará todos os homens em aflição sem igual. 
3. As nações estão em trevas, Mt 24.6-8 - Há guerras e rumores de guerras, valores morais desintegrados pelo relativismo, a opressão desrespeitando o direito humano de viver com dignidade (fome, desemprego, etc.).

Tudo isso mostra o aproximar da meia noite, que será de densas trevas. O Espírito santo está nos despertando para a meia noite da existência humana. E devemos orar para que estejamos na condição de servo fiel. - "Estejam cingidos os vossos lombos, e acesas as vossas candeias. E sede vós semelhantes aos homens que esperam o seu senhor, quando houver de voltar das bodas, para que, quando vier, e bater, logo possam abrir-lhe. Bem-aventurados aqueles servos, os quais, quando o Senhor vier, achar vigiando! Em verdade vos digo que se cingirá, e os fará assentar à mesa e, chegando-se, os servirá." Lucas 12.35-37.

O aproximar da meia noite nos ensina a necessidade de estarmos preparados, contudo, há três verdades práticas: 
1. O mérito religioso não pode ser transferido, v.9 
2. A porta da graça, uma vez fechada, não se abre mais, v.10-11 
3. A meia noite é um período inesperado, v.13 

Amados, quando Cristo vier, será impossível a qualquer pessoa ignorar seu estado espiritual. Serão revelados todas as coisas escondidas, a verdadeira condição espiritual de cada um. Ninguém mais poderá enganar a si mesmo - "Portanto, assim te farei, ó Israel! E porque isso te farei, prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus." Amós 4.12.




9 comentários:

Marcos Gabriel Dos Santos disse...

Muito edificante Deus possa lhe abençoar cada vez mais

Marcos Gabriel Dos Santos disse...

Muito edificante Deus possa lhe abençoar cada vez mais

Unknown disse...

Um verdade que devemos está preparados este mensagem nós ensinar como nó edifica

Ataide Machado disse...

Muito forte

Tribunais Federais disse...

Nossa, que palavra forte, que casa um nós estejamos preparados para o grande e terrível dia do Senhor! Tem misericórdia de nós Deus todo poderoso, salva-nos SenhorJesus

Tribunais Federais disse...

Nossa, que palavra forte, que casa um nós estejamos preparados para o grande e terrível dia do Senhor! Tem misericórdia de nós Deus todo poderoso, salva-nos SenhorJesus

bad boy disse...

Muito bem explicado,sabemos que a salvação é individual que possamos estar preparados para vindo do senhor.Amém!!!!!

Anne Cunha Silveira disse...

Muito bom! À meia noite Paulo e Silas cantavam na prisão. Que o Senhor nos conceda este espírito de adoração e força na presença dEle.

Ir. Robson disse...

Quero deixar registrada minha gratidão ao Professor Pádua, servo do Senhor, pela maravilhosa postagem. Estou a estudar e preparar uma ministração sobre a passagem das 10 virgens. Sua exposição sobre o termo meia-noite em muito contribuiu para minha vida espiritual bem como para mensagem que estou a esboçar. Deus o conserve assim, abençoado.