domingo, 6 de maio de 2007

Ele vai ser forte por você!

Há momentos na vida em que nos sentimos completamente sem forças para lidar com aquilo que se apresenta em nosso caminho. Isaías, o profeta, escreveu, que até os jovens de cansados caem.

Algumas vezes, estamos lutando há tanto tempo, dando o melhor de nós e nos esforçando até o limite das nossas forças, mas parece que não é o suficiente. É a hora em que parece que a "corda" vai arrebentar e vamos cair direto na voragem do mar revolto.

Já se sentiu assim? Como se suas forças estivessem, apenas, "por um fio"? Como se o conjunto de tudo que está vivendo fosse acima de sua capacidade de administrar ou suportar? É aí que eu lembro quando Paulo escreveu que Deus não deixará que sejamos tentados acima das nossas forças, mas, juntamente, com a tentação ou a provação nos dará o escape, para que a possamos suportar.

É quando eu nem percebo que Deus está bem por baixo de mim; me sustentando para que eu não caia. Eu estou cansado, exaurido, física, mental e emocionalmente; mas Ele está sendo forte por mim!

É um milagre que não conseguimos perceber no momento, mas só depois que as ondas começam a se aquietar por um pouco. É só aí que você percebe que ainda está vivo porque Deus esteve ao seu lado.

Paulo viveu uma situação em sua vida em que ele encontrou forças em Deus para superar suas fraquezas. A princípio, ele não entendia por que Deus não mudava a situação e lhe dava a vitória. Ele pensava que vitória sempre é sinônimo de mudança de circunstâncias. Mas, algumas vezes, a vitória está em conseguir administrar aquelas circunstâncias que não mudam. É quando o poder de Deus se aperfeiçoa em nossa fraqueza. É quando eu estou fraco, mas ainda assim, surpreendentemente, sou forte.

São as surpresas que só Deus pode fazer acontecer. Você está chorando, mas ainda assim, ajudando alguém que está sofrendo mais do que você. É pobre, mas é capaz, de sua profunda pobreza, compartilhar e dividir com alguém, ainda mais pobre, e tirar de sua pobreza uma extraordinária expressão de generosidade. Nada tem para si mesmo, e ao mesmo tempo, possui tudo, porque, tudo é nosso e nós de Cristo e Cristo de Deus.

Há momentos, que ou Deus nos sustenta, ou nós caímos. Ou, Ele se faz a nossa paz, o nosso conforto, a nossa alegria, o nosso cântico, a nossa esperança, a nossa força, a nossa vida, ou nós sucumbimos diante de tantas pressões e angústias. Mas, é aí que eu percebo que Ele é o grande El Shadday: o Deus Todo Poderoso, ou o Deus de quem eu posso sugar vida para mim mesmo.

Dizem alguns estudiosos que a palavra shadday vem da mesma raiz da palavra que se refere ao seio de uma mãe que está amamentando. Daí, poderíamos dizer que Deus é aquele que nos supre. Ele é Aquele que nos sustenta. Ele é Aquele de quem recebemos o que necessitamos como vital para as nossas vidas. Como a mãe que consola o filho que ainda amamenta, assim Deus nos consola com Seu amor e Sua misericórdia.

Há momentos em que até o soldado mais forte se dobra. Há momentos em que até o atleta mais bem preparado se cansa. Mas, é em momentos assim que Ele é forte por nós. Os que esperam no Senhor renovarão suas forças. Podem estar no limite delas, mas, nEle, renovarão suas forças.
Quando derramamos nossas orações, nossas lágrimas, nossas angústias, nossos louvores diante de Deus, de algum modo, Ele vem e nos toca. Pode parecer que nada está acontecendo, no momento; mas, depois de algum tempo, começamos a perceber, que algo aconteceu dentro de nós. Há alguém nos sustentando na nossa fraqueza. Estamos sendo carregados no colo do Pai.
E como diz naquele poema famosíssimo chamado "Pegadas na areia", quando não vemos mais as pegadas de Deus ao lado das nossas na areia da vida, é porque as únicas pegadas que estamos vendo são as dEle - nós estamos em Seu colo.

Minha oração é que de algum modo, esses pensamentos tão simples possam abençoar a vida de alguém que precisa que Deus seja forte por ele.

Nenhum comentário: