quarta-feira, 28 de março de 2007

Superando a Tristeza

"Tristeza não tem fim, felicidade sim". Esta frase refere-se a um verso de uma música de um dos melhores compositores brasileiro, Tom Jobim. O escolhi como ilustração para abrir a nossa temática de hoje porque o tema não poderia ser mais apropriado para os mais tristes e porque não, aos mais alegres também.

Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também. E para onde eu vou vós conheceis o caminho. Disse-lhe Tomé: Senhor, não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. Evangelho de João 14.1-6.

Quem nunca sentiu o peito apertado, um nó na garganta, uma vontade de chorar... quem já não passou por isso? E por mais explicações que tenhamos a respeito, ou por mais que saibamos os motivos do qual estamos sentindo, o que podemos fazer para melhorar? É sobre isso que quero falar com você nesta manhã, esteja você triste ou não.

Queridos, é impossível viver esta vida sem experimentar tristeza. A perda de um ente querido, o desapontamento de um sonho aniquilado, a dolorosa constatação de uma traição jamais sonhada.... O fato e que a vida nos apresenta inúmeras tristezas. Tristeza fere. E difícil. Porem, ela traz algo de bom. Tristeza nos traz a constatação de que somos sensíveis para com as circunstancias e para com as outras pessoas. Ainda que tremendamente dolorosa, considere a alternativa. Paradoxalmente, a ausência da dor, é a maior de todas as dores.

Nos temos que experimentar e ate mesmo apreciar os nossos períodos de deserto sem que venhamos a ser sucumbidos pôr eles. Temos que lidar com a tristeza a semelhança de uma avenida de duas mãos. Em uma via nós a entregamos para Deus, Aquele que conhece como ninguém a nossa dor, segundo a exortação do apóstolo Pedro. Numa outra via nos podemos retirar da tristeza aquilo que ela nos oferece: uma oportunidade de conhecer melhor a nos mesmos, as outras pessoas, a verdade, o amor, vida e o melhor de tudo: o coração do próprio Deus.Mesmo na dor da tristeza, existe um significado, propósito e esperança. Da tristeza pode nascer um profundo senso de apreciação. Um brilho de sol é muito mais precioso após uma semana inteira de forte chuva e sol encoberto. Na tristeza existe um convite para uma sólida caminhada ao futuro e uma oportunidade de triunfo sobre todo obstáculo.

O que é tristeza?

Psicologicamente, a tristeza é aquele sentimento que lhe traz angústia, desânimo, solidão, em casos extremos ela lhe presenteia com uma depressão terrível. Esse sentimento é oposto à felicidade, pois, enquanto a felicidade é nutrida através de muito esforço, ação, adaptação e auto-imagem positiva, a tristeza penetra na alma quando mais se está fragilizado.

Mas, em termos técnicos, poderíamos dizer que a tristeza é complicada de definir. A raiz latina, strig, remete à idéia de apertar e districtus, apertado por todos lados. No latim vulgar, districtum deu lugar à districtia, que significa estreiteza. Daí chegou-se à tristeza. No francês antigo, a palavra significava ao mesmo tempo passagem estreita, senso moral, severidade e constrangimento. Depois a expressão adquiriu o sentido de situação desesperada.

Estreiteza no agir. Constrangimento da decisão. Desespero do irreversível. A tristeza vem, na verdade, junto com a certeza da nossa incapacidade de resolver um conflito. Ficamos tristes quando um amor não dá certo, quando perdemos um espaço, quando perdemos alguém. Tristeza é perda. Não há tristeza que não venha colada com uma perda. E quanto maior a perda, maior a correlação com o tamanho da tristeza. A tristeza vem para nos lembrar que somos sujeitos incapazes de lidar com o mundo. É a reação humana a um constrangimento inelutável, à incapacidade de aceitar um “não” do mundo. É a vontade de “sumir do mundo”. Ela vem para não nos deixar esquecer o tamanho da nossa pequeneza frente às forças externas.

Todos os dias as pessoas desejam aos outros sucesso e felicidade. E esquecem que quem vive no sucesso e na felicidade o tempo todo se aliena do mundo real, composto de muita tristeza. Só fica triste quem teve algo e o perdeu. Falo aqui da tristeza boa. A tristeza que faz pensar no quanto o mundo nos coloca em cheque todos os dias pedindo que decidamos pelo indecidível. Ontem à noite, cantava em meu teclado de computador a tristeza que nos ocupa os espaços da mente nos levando às reflexões mais difíceis, mais indesejadas e, por isso mesmo, as mais necessárias.

É duro admitir, mas amadurecemos mesmo é na tristeza. Pelos menos essa foi a declaração do salmista, no salmo 119.71 “Foi-me bom ter eu passado pela aflição, para que aprendesse os teus decretos”.

O apóstolo Tiago, também usava a mesma pedagogia. Ele escreveu em sua epístola 1.2-3: “Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança”. Contudo, quando aquelas duas espessas lágrimas rolam silenciosas no canto do olho, levando com elas rosto abaixo os 21 gramas de nossa alma, sentimos uma dor fininha que faz pensar no que não mais podemos ter. E aí começa o nosso dilema: Como conciliar a vida e a perda? Perder-se para se encontrar? Mas o encontro novo traz consigo a perda do encontro antigo. Eis que vem, de novo, a onipresente tristeza. E só ela. Ficamos desertos de emoções. Órfão de sentimentos. Quem viveu alguns anos já se encontrou com a tristeza várias vezes. É o tipo de sensação que nenhum de nós jamais gostaria de ter.

Há várias situações que provocam a tristeza. Por exemplo, quando você perde coisas ou possessões, quando o seu comércio vai mal, ou a casa se vai em um negócio mal feito. Quando de repente fica sem emprego, sem os amigos e você entra no mundo da solidão. Quando perde um parente através da morte ou do divórcio, parece que a tristeza é profunda e dói demais.

Em horas assim difíceis você recorre as promessas da Palavra de Deus?
Ainda consegue acreditar no amor divino quando tudo esta escuro?
Queridos, o próprio Filho de Deus quando aqui esteve, passou por momentos de tristeza.

O profeta Isaías O chamou de homem de dores. Certamente apesar dos sentimentos de alegria por salvar a humanidade da morte, a tristeza da traição, o abandono dos apóstolos nos momentos cruciais do seu sofrimento, invadiram e machucaram o Seu coração. Em Mateus 26:38. Ele pediu aos discípulos: A minha alma está profundamente triste até à morte; ficai aqui e vigiai comigo. Até o Seu querido Pai, que várias vezes O chamou de Filho Amado, teve que deixá-Lo sofrer para realizar a salvação da humanidade.

É bom saber que mesmo quando estamos tristes, podemos ter a certeza de Seu amor, e de Sua companhia ao nosso lado. Essa é uma das maravilhosas promessas que Ele nos deu. No livro do profeta Isaías capítulo 57:15, está escrito: "Porque assim diz o Alto e o Sublime, que habita a eternidade, o qual tem o nome de Santo. Habito no alto e santo lugar, mas habito também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos, e vivificar o coração dos contritos."

Após Sua ressurreição, o Senhor deixou tudo para acompanhar a pé, dois discípulos que iam para a cidade de Emaús, que estavam vencidos pela decepção e pela tristeza. Quando ele contemplou aqueles corações tristes e abatidos, se aproximou e perguntou: “Que é isso que vos preocupa e de que ides tratando à medida que caminhais? E eles pararam entristecidos.”.

Ao fazer esta pergunta, o Senhor Jesus manifestou total solidariedade para com os que estão tristes. E mais uma vez cumpriu a promessa, e mais do que isto, revelou a Sua consideração e o carinho por todas as pessoas tristes.

Há outros exemplos bíblicos que são um conforto para os tristes e sofredores. Foi em um deserto que Deus supriu durante 40 anos, a um milhão de peregrinos, com o pão vindo do céu. Foi durante um período de fome nacional que o Senhor mandou ao profeta Elias duas refeições diária transportadas por aves. Durante uma grande crise, houve farinha suficiente e azeite quase interminável para sustentar uma fiel e carente viúva, que pertencia ao povo de Deus.

Queridos, precisamos aprender que a extremidade humana é a oportunidade de Deus. Se está faltando alguma coisa, coloque sua confiança no Senhor porque Ele não o abandonará. Quando você disser: o que vamos comer hoje ou amanhã? Lembre-se das palavras de Jesus, escrita em Mateus 6.31-33, que diz: : "Vosso Pai Celestial sabe que necessitais destas coisas. Portanto não vos inquieteis com o dia de amanhã." Mateus 6:31-33. Se está perdendo a saúde, lembre-se do Médico dos médicos. Aquele que curou a tantos enfermos, vai também reservar uma benção para você. Lembre-se também que todas as coisas vão contribuir para o bem integral daqueles que buscam com sinceridade os caminhos de Deus. (Romanos 8:28)

Se o mundo hoje se tornou uma ameaça... Se a segurança e a paz estão cada vez mais distantes... Se o temor coletivo intranquiliza todas as classes. Podemos sentir a paz descrita no evangelho de João 14:27: "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize."

Se hoje você está triste porque perdeu uma oportunidade e está se lamentando: por que aconteceu isto? Ah se eu tivesse feito isto ou aquilo! Eu deveria estar dormindo quando aceitei aquela proposta. Por que eu não disse não?

Amigo, quem acredita em Deus, pode sempre recomeçar, pode recuperar o tempo e as coisas perdidas. Recomeçar, ter forças para superar os obstáculos, são os desafios de todo aquele que crê. Em II Coríntios 6:2 está escrito: "Eis agora o tempo oportuno. Eis agora o dia da salvação."

Vivemos num mundo de tristeza. Se você está triste porque sua imagem foi manchada e as pessoas não confiam mais em você... Se está recebendo críticas e o seu mundo parece desabar, lembre-se que você é muito precioso para Deus. O profeta Jeremias registra uma belíssima declaração de amor dedicada a você, escrita no capitulo 31.3: "Com amor eterno eu te amei, por isso com benignidade te atraí."

Se está desolado porque a morte feriu o seu lar, lembre-se que Deus tem um remédio para isso também. Aquele Jesus que disse: Lázaro sai para fora! Vai dizer a mesma frase aos nossos queridos, no dia maravilhoso em que vai voltar ao mundo. Naquele dia todas as nossas tristezas irão embora para sempre. Apenas precisamos acreditar. Acreditar na virada que Deus vai dar em toda essa situação.

O que precisamos é aprender a plantar esperança.

A Bíblia diz: "Aquele que sai andando e chorando enquanto semeia, voltará com júbilo, trazendo os seus feixes." Salmo 126:6.

"Ao anoitecer pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã." Salmo 30:5

Há duas coisas que podem nos ajudar:
1.. Jesus nos dá forças para suportar.
2. Jesus colocará fim ao sofrimento quando vier.

Graças a Deus podemos aguardar com fé a chegada dessa gloriosa manhã. E isso nos dá serenidade. Nenhuma tempestade é suficientemente forte para nos assustar quando sabemos que o nosso barco chegará ao Porto com segurança. Não há tristeza que possa diminuir a alegria da bem-aventurança que nos aguarda. Louvemos ao Senhor, porque através dEle podemos hoje superar a tristeza. Ele nos garante em Apocalipse 21:4: E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.

Queridos, eu já falei que existem momentos nos quais pensamos em desistir tamanha é a tristeza que nos invade.Pois, a vida é engraçada em alguns momentos, triste em outros, dura em mais alguns, amorosa em vários outros, enfim, ela nos leva a vivenciar milhares de diferentes momentos e, assim, experimentamos milhares de novas sensações. Uma sensação que tem afetado muito o dia-a-dia das pessoas é a tristeza por perdas; perdas em geral. Em certos momentos como, por exemplo, quando perdemos um ente querido, perdemos um emprego desejado, não passamos na prova do vestibular, terminamos um relacionamento, ou outra situação contrária ao nosso desejo ficamos realmente entristecidos.

O ser humano já está sensível em decorrência da competitividade, da falta de amor, da falta de carinho e afeto que a sociedade impõe hoje. E qualquer perda é um agravante para que essa sensibilidade aflore e algumas pessoas entrem em depressão, ou sejam tomadas por uma tristeza profunda.

Entretanto, existe alguém capaz de sarar nossa alma, de curar nossas feridas e quando estamos caminhando ao lado dele temos o discernimento de sermos mais que vencedores. O nome dele é Jesus. Por toda a Bíblia podemos encontrar diversas situações e diversas pessoas que sofreram e vivenciaram as piores aflições que um ser humano pode passar, mas sempre houve um livramento. E no livro de Salmos, capítulo 116, versículo 8, você pode ler o seguinte: “Pois livraste a minha alma da morte, os meus olhos das lágrimas, e os meus pés de tropeçar.” É esse o único Deus capaz de trazer a existência às coisas inexistentes, só ele é capaz de transformar uma vida e fazer dessa pessoa mais que vencedora. Por isso, as pessoas precisam parar de viver a dar lugar apenas aos problemas. Todos precisam ter uma coisa chamada confiança. Confiar é, segundo o Dicionário Aurélio, ter fé! E a fé é, ainda segundo o Aurélio, uma adesão pessoal a Deus, seus desígnios e suas manifestações.

Então, pelo conhecimento de que a fé é o que nos move aos lugares mais altos, podemos transformar qualquer perda em uma conquista; qualquer tristeza em alegria; qualquer aparente derrota em uma grande vitória, desde que queiramos realmente que isso aconteça e depositemos nossa confiança em JESUS CRISTO.

E como está escrito: “Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas eu vos tornarei a ver, e alegrar-se-á o vosso coração, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará.” (João 16.22.)

Creia nessa verdade e seja feliz ao lado de Jesus!

Um comentário:

Cláudia disse...

MUITO BACANA! REALMENTE É UM MATERIAL LIMPO! POSITIVO! REAL! BONITO E AJUDA REALMENTE! EU FICO GRATA PELA PALAVRAS! ACEITE MEUS PARABENS PELO SEU TRABALHO!